A medicina no tribunal

A falta de efetividade da política de saúde cada vez mais leva indivíduos a procurarem na Justiça a obtenção de direitos garantidos na Constituição, mas não disponibilizados pela rede pública e pelos convênios médicos. Essa judicialização da saúde é consequência da fragilidade do sistema, que não estabelece regras e diretrizes normativas, fazendo com que o Read more about A medicina no tribunal[…]

Médico, gestor, político ou juiz?

Quando o Judiciário intervém, ordenando o fornecimento de um produto ou serviço de saúde — independentemente de comprovação de eficácia — ele assume o papel do gestor. “A saúde é direito de todos e dever do Estado.” Estas dez palavras do artigo 196 da Constituição têm causado, nos últimos 27 anos, um imenso debate. Não Read more about Médico, gestor, político ou juiz?[…]

Santas Casas buscam captação profissional para sair da crise

Após profissionalização da área de captação, 14 Santas Casas e hospitais beneficentes de São Paulo conseguiram arrecadar R$ 10 milhões em doações, em 2015. A capacitação oferecida pela Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo) e pelo Idis (Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social) atraiu 104 instituições do Read more about Santas Casas buscam captação profissional para sair da crise[…]

MINISTRO DEFENDE PLANO DE SAÚDE POPULAR PARA ALIVIAR GASTOS COM O SUS

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, defendeu, durante audiência pública na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, nessa quarta-feira (06), a criação de uma espécie de plano de saúde popular, com custos menores, numa tentativa de aliviar os gastos do governo com o financiamento do Sistema Único de Saúde (SUS). Ele afirmou que a ideia Read more about MINISTRO DEFENDE PLANO DE SAÚDE POPULAR PARA ALIVIAR GASTOS COM O SUS[…]

Palavra das Federações – Federação RS: É hora de rediscutir o SUS

A situação econômica das Santas Casas Rio Grande do Sul está ligada diretamente ao posicionamento do governo do Estado. De acordo com o presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos do Rio Grande do Sul, Francisco Ferrer, os repasses do Estado estão atrasados há quatro meses, formando uma dívida de R$ 144 milhões Read more about Palavra das Federações – Federação RS: É hora de rediscutir o SUS[…]